Fala galera, hoje a formação é sobre ser artista, dizemos muito isso e às vezes fica abstrato demais não é mesmo?! Vamos entender melhor onporue somos artistas…

O Ser Artista: A Imagem e Semelhança de Deus. “Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus ele o criou, homem e mulher ele os criou” (Gn. 1, 27).

Não poderíamos iniciar esse estudo sem mencionar nossa origem, sem antes fazer memória de Quem nos criou. Somos filhos do Criador, Grande e Único Artista. Portanto, refletimos à imagem do nosso Criador Onipotente, expressando nossa semelhança inventiva ao dar forma e significado ao mundo visível que Ele próprio confiou a nós, seus filhos, criados à sua imagem e semelhança para dominar sobre todas as coisas terrenas (Gn. 1, 28).

Embasados nos estudo de São João Paulo II, em sua magnífica carta redigida aos artistas (Vaticano, 04 de Abril de 1999), vamos entender a íntima ligação e as características que existem entre Criador e criatura, Artista e artífice, Deus e nós.

Criador é aquele que tira algo do nada, gera, dá origem; e esse proceder é exclusivo de Deus, único criador e doador de toda arte. Aquele que cria dá do seu próprio ser. Nós somos os artífices, ou seja, utilizamos algo que já existe para dar forma e significado. Este modo de agir é peculiar do homem enquanto imagem de Deus.

Deus inspira-nos, como artistas, a reedificar e restaurar, de maneira extraordinária, a beleza de sua criação, nos inspirando a dar atenção de maneira profunda à criação original. Somos chamados a reconstruir aquilo que foi perdido com o tempo, devido à influência do próprio homem na sociedade, que, esquecendo-se do seu Criador, manipulou a arte com sua própria vontade.

Nós artistas refletimos a imagem do nosso Criador quando, inspirados por Ele, expressamos nossa arte ao darmos forma e significado ao mundo visível que Ele próprio confiou a nós. Com amor paterno, o Artista divino nos inspira sua sabedoria e divide conosco a sua habilidade criadora.

É de suma importância termos consciência da infinita distância entre o Criador e nós criaturas. Assim explica o Cardeal Nicolau Cusano: “A Arte criativa, que a alma tem a sorte de albergar, não se identifica com aquela arte por essência que é a própria de Deus, mas constitui apenas comunicação e participação dela”. Portanto, reconhecendo o dom que possuímos, somos entusiasmados a contemplar a criação e agradecer em um louvor genuíno Aquele que é fiel e bondoso com todos seus filhos artífices. Ele, sendo Deus, Pai e Criador de todas as coisas, mesmo sem precisar de nós, escolhe dividir conosco sua sabedoria, criatividade e inspirações.

O carro chefe da comunidade é a arte, somos artistas, apaixonados pelo grande artista.

Gente por hoje é isso, espero vocês até a próxima, beijos ✌🏾