Fala Pessoal ! Tudo bem com vocês ?

Eu estou tentando manter a risca, e postar sempre conteúdos no blog, mas ainda estamos muito corridos com a missão, e essa semana que passou foi bem puxada ! Fomos para Minas Gerais, para uma cidade chamada Vieiras, e foi muito bom !

Hoje vamos começar uma série bem bacana aqui no blog, e vale algumas orientações para isso !

Vamos abordar todas as formas de arte e vamos contar com participações especiais também!

Para começar, vamos falar da palavra “artista” o que de fato significa ser um ”artista”. Segundo o nosso dicionário, artista é aquele que cultiva as belas – artes, aquele que tem habilidade ou vocação artística. Ou seja para ser um, você precisa ter esse diferencial, e olha só se você tem essa vocação, você é diferente, é escolhido por Deus. Aonde você aplica essa arte, entenda bem, sendo para evangelizar, sendo em uma peça de teatro, seja nas ruas, não importa. Se você é cristão e de fato entende que ele te escolheu para ser um, vai entender o que vou dizer. Não é o lugar, mas sim como você aplica essa arte. Você precisa ser o diferencial, no lugar, as pessoas precisam olhar para você e notar algo diferente, sem que você precise falar.

Durante dez anos da minha vida, eu fui baterista da noite, sempre trabalhei com música, e mesmo sendo na noite, a galera sabia que eu era diferente, conseguia levar aquilo que Deus já havia me dado como dom. Mas tudo isso só se dava por aquilo que eu decidi viver fora daquele ambiente. Assim você também precisa ser, para conseguir o equilíbrio.


Hoje a convidada para falar um pouco sobre isso é a Renata Canossa, ela é atriz a 12 anos, e faz parte do elenco do Parafernalha. Fiz algumas perguntas para ela, confere só !

  • Renata, dentro da sua realidade de artista, como você vê a arte e como você absorve a arte ?

R: Ser artista é tão importante como ser filha e manter meus valores, ser namorada, amiga, ser humana e manter os meus valores. Eu vejo a arte como fonte mais pura da união de culturas, sorrisos e sentimentos. Seja em um filme, uma novela, um quadro pintado. Na experiência de estar no teatro, assistir uma cena com imagens bonitas. Ouvir uma música que toca a alma, acalma o coração. Eu absolvo tudo que vem de mais puro da arte e do movimento artístico que no Brasil, infelizmente ainda precisa ser muito valorizado.

  • Como você equilibra isso junto com a sua vida cristã ?

R: Lidar com a minha profissão e a vida cristã, nada mais é do que levar a minha fé aonde for. Assim como um advogado, um médico, um professor.

  •    Já passou por algo aonde a sua fé e seus valores precisou falar mais alto do que aquilo que foi pedido a você ?

R: Não. Eu nunca tive que decidir entre fazer ou não algo, por ferir a minha intimidade com Deus. Já neguei por outros motivos, mas por esse não.


A Renata, dentro do meio dela influência nada menos do que no mínimo 92 mil pessoas, ela possui uma playlist de música de louvor, e faz isso por quê é essência dela. Quando ela disse que nunca precisou recusar nada por ferir a intimidade com Deus, é por quê no mínimo no secreto dela, ela já pede isso a  Deus ! Isso é decisão, é SER, e levar aquilo que Deus faz na  vida dela, independente de tudo.

E você tem influenciado as pessoas a serem o que ?

 

Até semana que vem.

 

Deus abençoe !

Luh .