Oi gente! Meu nome é Rafaella, tenho 19 anos, sou missionária de aliança da Comunidade Colo de Deus, e hoje faço parte do Lucas 1,26 (Isso aqui tem um peso enorme na minha história, sempre foi promessa de Deus.)

Eu nunca entendi de onde saiu esse desejo e essa inclinação artística que eu tenho, me lembro bem de quando criança,  eu esperar as festas de família pra criar coreografias para apresentar pros meus parentes,e eu não tinha referências, não tinha essas coisas de ver vídeo em YouTube e eu não entendia de técnica, mas atualmente eu passei a acreditar que Deus foi quem sempre me inspirou.

Os anos passaram e eu continuei criando, inventando e me alimentando da dança, até que a minha Mãe me colocou pra fazer Jazz aos meus 10 anos (2010), e em seguida me matriculou também no Ballet, apesar das nossas condições financeiras não serem boas, minha família acreditava que algo pulsava diferente em mim e investiram nisso.

Permaneci fazendo aulas por 5 anos, que por detalhe foram anos incríveis que me fizeram crescer muito!

Mas, eu sempre fui da igreja, e chegou uma hora em que eu tive de decidir.

Em 2015 me consagrei a Nossa Senhora e não achava coerente continuar usando aquelas roupas, trocando missas e eventos por ensaios, e até mesmo as danças, não tinham mais cara de algo que Maria aprovaria.

Decidi sair. Parei de fazer as aulas e muitos não entenderam e não concordaram, mas se Deus tinha me pedido eu não ia negar isso a Ele, tenho pra mim que quando Deus pede algo, Ele vai devolver em dupla honra e foi exatamente isso que aconteceu.

Logo em seguida me chamaram pra ministrar em um Querigma a música Amado de Minh’Alma, foi a primeira vez que tive contato com a dança profética, e foi quando Deus me chamou e através de uma irmã minha disse: Por que você tá com vergonha e medo de ministrar!? Quando era pro mundo você não ligava, mas agora que é pra Deus você quer se esconder!? Foi pesado ouvir isso gente, quis me esconder kkkkk.

Mas foi essa frase que deu sustento pro meu ministério.

Meses depois eu conheci a Colo de Deus, conheci alguns ministros, comecei a sonhar em fazer parte do ministério, fui em formações e ouvi muitas palavras de apoio e credibilidade, mas, apesar disso criei sentimentos horríveis a respeito do ministério.

Não ficava perto, não convivia, não tirava dúvidas, NADA. Eu queria distância, e ainda dizia que se eu dia eu realmente fizesse parte da Colo de Deus eu enterraria meu ministério de dança, porque eu NUNCA faria parte desse ministério.

HAHAHAHAHA! Coitada de mim.

Criança toda mimada que não fazia questão de vencer o próprio orgulho, mas Deus sendo Deus me buscou.

Durante esse período (2015-2018), fui coordenadora de dois ministérios de dança, fazia algumas missões, buscava conhecimento e em 2017 ingressei no caminho vocacional da comunidade.

Exatamente no ano passado eu queria desistir. A dança pra mim não fazia mais sentido, achava que eu sempre repetia os mesmos passos, que ninguém mais era tocado, e varias outras mentiras que satanás me contava e eu acreditava.

Graças a Deus as pessoas acreditam em pessoas, a Nicole e o Cleiton acreditaram em mim e me buscaram.

Eu com toda aquela resistência, não gostava daquele povo, e dizia não querer fazer parte daquilo, fui quebrada no meio quando a Nicole veio atrás de mim pra cuidar me cuidar de perto. Que soco no estômago.

Isso foi em janeiro, e em abril, pouco tempo depois eu recebi alguns áudios da Galds (Nicole) me convidando a fazer parte do ministério.

Gente. Eu me joguei no chão. Corri pela casa toda. Rolava de ALEGRIA!

Isso era cumprimento das promessas de Deus na minha vida! Meu Deus.

Apesar de ser resistente, era meu maior sonho.

Não adiantava eu dizer que não queria…EU QUERIA SIM E QUERIA MUITO!

Deus me deu isso junto com a liderança da dança no estado de São Paulo, inclusive, se você é de SP, Prazer!!!!!

A vida continua acontecendo e os processos estão aí. Nem sempre fáceis mas a vida ministerial, meus irmãos, as partilhas, as broncas, e tudo que tem direito, me sustenta.

Eu cresci demais quando me abri a viver em comunidade, quando abri meu coração ao meu ministério.

E hoje posso dizer que amo fazer parte disso e ser curada diariamente de mim mesma.

Eu acho que acabei.

Espero que através do meu testemunho vocês voltem a acreditar nos sonhos que tem!

Deus abençoe!!!!!!!