Fala pessoas!!! Não…
I ae brow! Não é…
Salve manos, hum, também não rs.
Jhow jhows, (agora ficou minha cara) o negócio é o seguinte:
Rsrs, cara não sou muito de falar, ou de escrever, mas preciso partilhar um pouco das minhas experiências de vida.
Me chamo Cleiton, consagrado da comunidade de vida, tenho 29 anos e sou noivo, graças à Deus.
Sou natural de São Paulo, já morei em Curitiba, e hoje moro em Jandaia do Sul/PR, como Missionário e Coordenador do ministério de Dança da Comunidade Colo de Deus.
Aconteceu muita coisa pra eu estar aqui hoje, mas vou fazer resumo..
O Evangelho de Jo 15,16 fala muito forte na minha vida: “Não fostes vós que me escolhestes mas fui eu que vos escolhi e vos designei para irdes e produzirdes fruto, para que vosso fruto permaneça, a fim de que tudo o que pedirdes ao Pai em meu nome Ele vos dê.”

Quando eu era pequeno meus pais me deixavam com a minha avó por conta do trabalho, mas toda manhã eu acordava com um som de um passarinho bem-te-vi e a luz do sol na minha cama. Eu não me lembro muito bem, mas me falaram que esse som era a voz do Senhor me chamando, eu acordava feliz.
Fui crescendo, então mudou a rotina, e hoje vejo quantas vezes o Senhor me chamou, quantas vezes Ele me acordou, quantas vezes eu ouvi essa voz e não dei atenção. Recebi o batismo novo ainda, acho que com uns 10 anos, muito tímido, obediente aos pais (porque se não apanhava da mãe rsrs) e minha família sempre foi muito unida, graças a Deus.
Assistindo ao Programa da Xuxa, vi um dos dançarinos fazendo movimentos no chão, achei muito da hora aquilo, fui tentar fazer, e fiz! Ficava fazendo toda hora, então meu pai me apresentou Michael Jackson, o rei do pop, virei fã desse malucão, ficava copiando ele e daí vem a dança dentro de mim. Quando vi, todos os meus tios e tias estavam de cabelo black power, calça boca de sino, dançando todos juntos em duas filas em sintonia, aquilo já tava no meu sangue. Queria ser igual ao Michael, ser famoso, viajar o mundo, conhecer várias pessoas e lugares.
Tinha facilidade de pegar as coreografias, então todos os clips que tinha dança, eu fazia igual. Eu estava crescendo, indo pra escola, ganhando fama, ficando conhecido na dança, teatro, amigos, esportes, estava tudo bom.
Meus pais reconheceram o meu dom, todos falavam “nossa ele é demais”, estava conhecendo amigos. Uma tia de um amigo falou com meus pais pra me levarem  pra fazer um teste, só que eu comecei sentir um certo medo da fama por conta do que eu via na televisão, os famosos não tinham mais vida, privacidade, onde eles iam todo mundo sabia, fiquei com certo medo, por conta da minha família.
Então uma amiga me chamou pra ir na igreja e fui, gostei muito, mas já estava indo em algumas outras. Jesus me chamou e eu O vi, sentado no altar, todo de branco,e  me olhando mano! Eu me apaixonei. Já era no grupo de oração, comecei a orar em línguas mano, foi muita brisa! Comecei a frequentar… Fiz caminho de experiência com o ministério de dança e gostei, me senti bem, então ao poucos fui sendo formado como ministro de dança, tendo intimidade com Jesus, indo em formação, participando de amostra de dança, festival da Canção Nova, fazendo aula com um professor que me ensinou muito, entrando em grupo de dança, academias, fazendo audição, participando da abertura da copa do mundo, cursos etc.
O mais engraçado é que não passei em nenhuma audição rs, não porque eu era ruim, o motivo eu fui descobrir bem depois, quando vim pra colo de Deus, no Geração Atomika de 2015, onde Nossa Senhora me falou o porquê.

Ainda dentro disso tudo, eu tive um relacionamento com uma menina que durou dez anos, já era noivo, louvo a Deus pela vida dela, por que eu não queria vir pra comunidade, eu vim por conta dela e queria que Deus falasse comigo sobre isso. Ela falava que tinha que entregar a nossa vida 100% pra Jesus, mas eu já tinha tudo: emprego, terreno, dando os acabamentos da casa… Mas abri mão de tudo para encontrar a minha vocação. Hoje ela não está mais na comunidade, porque encontrou a vocação dela, éramos muito amigos, terminamos e cada um foi viver realmente sua vocação. Me sentia em casa com o povo louco da comunidade, eu também já era mais louco, fui conquistado pelo carisma.
Ouvindo a música “Onde o Espírito de Deus Está”, veio um sentimento muito forte no meu coração, me conquistou de um jeito que eu não sei ainda explicar.
Em um retiro do grupo de oração da comunidade Nossa senhora das Graças (Suzano/SP, minha cidade natal) onde fui formado por pessoas maravilhosas de Deus, eu perguntava “de quem é essa música?” e ninguém sabia me falar. Voltei pra casa depois de três dias, com Jesus e Maria. Já entrei no YouTube e vi pela primeira vez o Hugo, Mayara, a Colo de Deus. Ficava todos os dias escutando a música, vivenciando, tendo uma intimidade com ela, conhecendo a colo de Deus pessoalmente.
Fui em uma formação de dança que foi top! Quando vi que eles tinham um ministério de dança fiquei feliz, como eu já ministrava e era coordenador de ministério de dança, que se chama Missão Atos II (ele existe até hoje pela honra a Deus pai, amos esses meninos, eles são frutos, e estão firme na Missão até hoje, esse ministério tem história enfim). Conhecendo o pessoal da dança, fui conversando com o Carlinhos, membro do ministério, lembro de uma coisa que ele falou, que até hoje nós damos risada, ele falou bem assim, “você ainda vai morar com a gente, você vai ver”, eu nem dei bola e falei “que nada mano você tá doido”, e hoje estou aqui na Colo de Deus.
No Geração de 2015, em uma pregação Mariana do Kal Tedesco, Maria falou no meu ouvido, “você é meu filho, o mundo queria você mas eu não deixei. Meu filho, aqui começa sua nova história, aqui você vai nascer de novo”, assim começou minha vida, já era colo de Deus, mas não sabia, tudo que eu vivenciei antes foi preciso. O Senhor que permitiu todas as minhas experiências para que eu amadurecesse nessa caminhada.
Hoje sou membro missionário consagrado de vida, ministro de dança, vivendo minha vocação, feliz em Deus, os meus sonhos são os sonhos de Deus, sou feliz porque O encontrei! Ele está cumprindo Suas promessas em minha vida.
O que você sabe fazer eu não sei, o que eu sei fazer você não sabe, mas se nos unirmos dominaremos o mundo.

Flw, Jhow’s