E aí galera, como vocês estão?

Vamos para a última semana do ano, espero que o natal de vocês tenha sido incrível !

Hoje quem vos dirige a palavra (Hahaha) sou eu. Meu nome é André, tenho 23 anos, sou natural de Palotina, interiorrrrr do Paraná, sou missionário da comunidade de vida e atualmente moro na missão do Rio de Janeiro. E sou ministro de música.

Hoje eu quero falar com vocês sobre uma realidade um pouco diferente, talvez você se identifique ou talvez você me ache estranho e tudo bem não tem problema. Independente disso, gostaria de encontrar um espaço no seu tempo e também no seu coração.

Bom, a música sempre esteve presente aqui dentro, meu avô era músico, minha mãe, meus irmãos, não tenho para onde correr. Eu me lembro de quando eu era criança e eu cantava só o ato penitencial nas missas (não me pergunta o porquê), depois passei para o salmo até chegar na Missa toda, venci na vida. Eu cresci e logo comecei a servir dentro do ministério de música, mas uma coisa vocês precisam saber, a música nunca foi o meu sonho, eu nunca pensei tanto nela e muito menos pensava em fazer bem, eu andava conforme a “banda tocava” se é que podem me entender. Eu sempre fiz, masnunca quis tanto assim.

Porém, eu comecei a ver isso na minha vida de uma forma diferente quando Deus começou a fazer o meu ministério fecundo; quando eu comecei a perceber que eu sou péssimo em fazer outras vozes que não seja a primeira (segredo para vocês) e mesmo assim Ele continuava me dando mais, mais e mais. Ao entrar para a comunidade eu falava sempre que não queria ser do ministério de música, com tanta gente boa por aqui, não tinha motivos para eu querer me enfiar no meio disso. No entanto, era uma necessidade da missão, então eu deixei as minhas vontades e também os meus medos e “só fui” e as coisas mudaram dentro de mim, eu comecei a sentir gosto, porque entendi que era sonho de Deus e faz sentido eu sonhar também com Ele.

Hoje eu continuo com outros medos, outras inseguranças, fico nervoso sempre que preciso ministrar, mas eu tenho visto os mortos voltarem a vida através do meu ministério, eu não tenho o direito de dizer não pra Deus.

Talvez você esteja confiante de que você não merece seu ministério, mas deixa eu te contar uma coisa: ninguém na Colo de Deus merece, a diferença é que nós entendemos que não é por merecimento. Uma outra coisa eu aprendi também nesse tempo: existe um povo que é meu e existe um povo que é seu, se você não assume seu ministério porque não gosta tanto assim dele o seu povo perece, enquanto os outros caminham. Seja responsável!

Eu nunca quis a música, mas Deus quis e se O tirarmos da equação não sobra nada. Se você sabemuito sobre música, que bom, dê o seu melhor e seja moldado por Ele. Se você não sabe nada de música, como eu, dê o seu melhor e seja moldado por Ele.

O Natal chegou! A mesma simplicidade que Deus usou para salvar o homem Ele usou para me convencer de que está no controle. Nós seguimos cantando: o menino nasceu!

PS: não desista do seu ministério. Deus nunca desistiu do homem, mesmo quando ele não foi bom. Ele não mudou e não vai mudar.

a música na vida do André teve uma papel importante para a construção e a conversão dele. Qual é o papel da música em sua vida ?

 

Deus abençoe,

Luh