Ano novo, série nova:

Mulheres da Bíblia!

Eu não sei pra vocês, mas 2019 começou por aqui com toda intensidade. Em meio à tantas metas de novos hábitos, novos projetos, coisas que desejamos melhorar ou até mesmo parar de fazer, enfim, inúmeras coisas que colocamos no papel, a que mais eu acredito que precisamos ter para alcançar tudo isso é a Fidelidade! Você que nos acompanha sabe que 2018 foi o ano da Fidelidade e 2019 é o ano da graça, que foi um período delicado, mas preciso te falar, nós nunca iremos escapar disso. Sim, pra obter sucesso em algo você precisa ser FIEL Àquele que te levará ao cumprimento de todas as coisas! Eu quero ser santa, ser uma boa esposa, missionária, líder, ministra, amiga, irmã! Só conseguirei ser aquilo que Deus quer se for fiel em todos os meus propósitos e não trocar o que é eterno pelo que é passageiro! A fidelidade custa tempo, dedicação, renúncia, dor, incertezas, medo! Mas o prêmio é o CÉU. Exercê-la é uma tarefa diária! Sim, diária! Dentro da fidelidade existe a constância: se quero ser santa, preciso TODOS os dias alimentar minha alma, se quero emagrecer, preciso ter foco na alimentação, se quero ser uma boa esposa, irmã e missionária, preciso sair de mim todos os dias e amar aqueles que estão a minha volta.

Um dos exemplos de fidelidade à Deus, que mais me encanta na palavra, é a história de Susana.

A palavra nos diz em Daniel, 13 que Susana era uma mulher muito bonita temente a Deus, pois seus pais haviam a educado na fé. Ela era casada com Joaquim, homem muito rico e morador da Babilônia. Em sua casa tinha um grande jardim onde os judeus se reuniam, pois Joaquim era o mais respeitado de todos eles. Dois anciões, juízes do povo, apaixonaram-se por sua beleza e ficavam admirando-a. Certo dia, Susana resolveu tomar banho por lá, por conta do calor que fazia. Ela pediu que suas empregadas se retirassem e fechassem os portões do jardim. Mal sabia ela que aqueles dois homens estavam por lá! Eles a abordaram, e tentaram abusá-la. Eles a chantagearam, dizendo que se ela não se entregasse a eles, seria acusada em público de ter adulterado com outro homem. O que mais me impressiona agora é a firmeza dessa mulher temente a Deus: Ela preferiu cair inocente em um julgamento, do que pecar diante do Senhor, sendo fiel à Ele e ao seu matrimônio. Em meio aos gritos de socorro, os empregados entraram no jardim, e os homens contaram sua versão, dizendo que a viram adulterando com outro homem.

Susana foi envergonhada e levada à julgamento por algo que nunca fez! “Ela chorando olhava para o céu, pois seu coração tinha confiança no Senhor” (Dn 13, 35) . Todos acreditaram nas mentiras dos anciãos e seu julgamento foi de morte. Ela clamou em voz alta o socorro do Senhor, e seu clamor foi ouvido. Do meio do povo, o Senhor levantou o profeta Daniel, que com firmeza e sabedoria, interrogou os dois anciãos separadamente. Eles responderam a mesma pergunta de forma diferente, desvendando assim todo o plano que eles tinham armado.

Então toda a multidão levantou um clamor em voz alta bendizendo ao Deus que salva os que Nele esperam!

Eu amo essa história! Quando estava pensando na minha postagem aqui na coluna, sempre me veio ao coração o nome de Susana. Sei que além de aprendermos com ela sobre ser FIEL à Deus, também vimos que ela CONFIOU. A fidelidade nos torna pessoas confiantes, constantes e fortes. Ela não se rendeu ao pecado, mesmo sabendo de todas as consequências que isso poderia trazer. Ela preferiu confiar Naquele que é FIEL e não ferir o coração Daquele que a criou.

Susana me inspira! Essa mulher não se dobrou diante das dificuldades. Manteve seu coração fiel.

E você, como tem enfrentado as situações complicadas? Sendo fiel Àquele que te criou ou tentando fazer as coisas do seu jeito? Te convido a ler Daniel 13, rezar com essa palavra e partilhar com as mulheres à sua volta.

 

É isso galera!

Acompanhe também a série só pra mulheres no meu instagram @julianacolodedeus que estréia nesta terça, dia 15/01.

 

Deus abençoe, estamos juntas ❤