TROUBLE LIFE

Sempre fui de Humanas!

Oiii gente! Muito prazer, eu sou a Laiara, tenho 23 anos, sou gaúcha, morava em uma cidade no interior do Rio Grande do Sul, que se chama Santo Antônio da Patrulha. Sou missionária de vida da Comunidade Católica Colo de Deus. Já morei em Curitiba e atualmente moro em uma casa de missão na cidade de Jandaia do Sul, que fica no norte do Paraná. Após seis longos anos, concluí a graduação de Psicologia, em março deste ano!

Sempre gostei muito de escrever, mas nunca imaginei ter uma coluna em um blog! Estou bem feliz de poder partilhar um pouco do que já vivi e vivo com vocês, enquanto psicóloga, cristã e missionária.

Bom, pra começar, eu sempre tive dentro de mim o desejo de mudar o mundo e ajudar todas as pessoas que sofrem (como a maioria dos psicólogos rsrs). Sempre fui muito sonhadora, queria um dia ter um orfanato, uma ONG e ajudar todas as mulheres grávidas que se encontram na rua. O meu negócio, realmente, sempre foi cuidar das pessoas!

Nasci em berço católico e desde, mais ou menos, os meus cinco anos eu vou a Igreja, cresci dentro do grupo de oração, então sempre conheci Jesus (apesar de que eu não era “de Jesus”, eu o conhecia). Já fui coordenadora do Ministério Jovem, participei de muitos retiros da RCC (Renovação Carismática Católica), mas nunca quis de fato viver uma vida de santidade, mesmo sabendo que a alegria que preencheria o meu coração, eu só encontraria Nele e com Ele, eu preferia viver a superficialidade com Deus.

Quando iniciei o ensino médio na escola, comecei a pensar na faculdade que faria, sabia que era algo da área da saúde, mas fiquei entre Odontologia e Psicologia. Até que, no último ano, me decidi por Psicologia, porque pensei que eu teria muito nojo de mexer na boca das pessoas (haha) e que Psicologia tinha muito mais a ver comigo.

Entrei pra faculdade pensando que eu não queria esquecer Deus, nem deixar Ele de lado, eu tinha uma esperança de unir a espiritualidade com a ciência. Mas aconteceu que, logo no primeiro ano, eu percebi que pouco se falava sobre espiritualidade, que a maioria dos meus colegas nem pensava nisso e aos poucos, eu fui me deixando influenciar pelas pessoas e pelo ambiente. Nunca pensei em desistir do curso, o que eu pensei foi ir para o caminho mais fácil que eu via: continuar com a psicologia e esquecer a espiritualidade.

Até que, bem na época que iniciei o último estágio da faculdade, conheci a missão Jovens Sarados e passei a fazer parte dela. Ali, eu já comecei a me aprofundar em Deus e a desejar viver uma vida santa! Fiz o estágio em um hospital, aonde atendia gestantes que internavam por gravidez de risco, casos de gravidez interrompida e mães de bebês internados na UTI. Lá eu voltei a ver como a espiritualidade é importante no processo terapêutico. Comecei a pesquisar e ver como existem vários estudos que falam sobre a importância da espiritualidade com a psicologia. Mesmo que eu não pudesse falar diretamente de Deus (faz parte da ética profissional, o psicólogo ser neutro e não se posicionar quanto à crença religiosa), eu via o mover de Deus dentro do meu trabalho e na vida das pessoas que eu atendia.

Aí, na reta final da faculdade, eu decidi que não queria ter um trabalho em que durante a semana eu ficasse dentro de um consultório e somente nos finais de semana ou no tempo que restava, eu dedicaria às coisas de Deus. Comecei a rezar muito para que Jesus me mostrasse uma forma de eu poder trabalhar dentro de um ambiente religioso, e confesso que só o que vinha na minha cabeça, era ser psicóloga em um seminário. Mas eu sentia que Jesus tinha outros planos, só não sabia quais, e a sede de viver uma vida dedicada a Ele, só aumentava. Até que Jesus me fez o chamado a vida missionária e me trouxe pra dentro da Colo de Deus (em outro momento conto aqui pra vocês, como foi esse processo).

Dentro da comunidade, eu já atendi alguns missionários de vida e algumas pessoas de fora também. Hoje, não atendo mais as pessoas que moram na comunidade, devido ao vínculo que já criei com todos, o que impossibilita que eu seja a psicóloga deles. Mas, durante esses atendimentos, fiz por diversas vezes a relação entre a espiritualidade e a Psicologia, vi o quanto a ciência pode caminhar junto com a fé. E é exatamente disso que vou falar nesta coluna, quero partilhar com vocês sobre a importância de entender o homem como um ser biopsicossocioespiritual, ou seja, o homem como um todo, em todas as suas dimensões. E quero conversar com vocês, sobre a relação que existe entre a Psicologia e a espiritualidade, contando um pouco de como é ser psicóloga e ser cristã!

Então, se você já se fez algum questionamento em relação a isso, se você vive isso enquanto estudante, como profissional ou como alguém que frequenta ou deseja frequentar um Psicólogo, comenta aqui e vamos partilhar e crescer juntos!!! Estou ansiosa pra tudo que falaremos! Até mais galera!!

  • Joelly Karen de Maria

    Caramba,Lai. Eu tava justamente pensando nessas questões espirituais. Porque tipo,vou começar a faculdade e tava bem aflita com essa relação entre a ciência e a espiritualidade! Jesus é muito Deus e tenho certeza que a tua coluna vai me ajudar muito. Desde já, muito obrigada. Que Deus a Abençoe.

    • Laiara Oliveira

      Amém nega!!! Qual curso que você vai começar?? Conte comigo, vamos poder partilhar muito através dessa coluna! Beijos, Deus te abençoe!

  • Hellen Moreira

    Adorei o texto me identifiquei muito, porque não é só a Psicologia mas várias áreas de trabalho que temos que saber conciliar com as coisas de Deus e isso as vezes é muito difícil.

    • Laiara Oliveira

      É verdade Hellen! Em tudo podemos e devemos unir Deus ao dom que recebemos, seja ele de ser psicólogo ou ser qualquer outro profissional! Se você tem alguma dúvida em específico sobre essa relação, partilhe aqui que quero te ajudar.

  • Marina Sternheim Zanello

    Laiiiiii.. Sua linda!! Mais uma vez sendo boca de Deus e canal de graça em minha vida. Quando Deus quer, Ele usa tudo e todos para nos mostrar o caminho a seguir!! Louvo a Deus pelo dom da sua vida e pelo seu sim!

    • Laiara Oliveira

      Amém Marina!! Fico feliz em poder ser usada por Deus na sua vida!! Conte comigo!! Deus abençoe sua vida!!

  • Maria Oliveira

    Deus falou muito comigo através desse seu testemunho Laiara! !
    Sou estudante de serviço social e as vezes me vejo perdida com medo de me perde em tantas filosofias que os professores pregam. Participo do grupo de oração universitário e isso tem me sustentado muito!!
    Obrigada por esse testemunho, voltei a ter esperança cm ele!
    Gratidão! Deus te abençoe!

    • Laiara Oliveira

      Glória a Deus por isso Maria!! As filosofias dos nossos cursos, realmente nos deixam perdidas e confusas! Que bom que você já encontrou um meio de se fortalecer, em meio às tantas teorias que nos deixam tão racionais. Não desista de ser uma profissional que vai agregar para o Reino de Deus, Ele precisa de você! Deus abençoe sua vida!!

  • Marilza Rodrigues

    Muito bom vou acompanhar seu blog, como gostaria que meu filho voltasse para a igreja

    • Laiara Oliveira

      Oi Marilza! Acompanhe os textos sim, vamos partilhar muito ainda! Qual o nome do seu filho? Quero orar por ele!

  • Cátia Souza

    Meu sonho é fazer pscologia mas tenho muito medo dessa relação rs

    • Laiara Oliveira

      Oi Cátia! Espero poder te ajudar a entender mais sobre a relação da Psicologia com a espiritualidade e que seu medo, aos poucos, vá amenizando! Deus abençoe!

  • Ângela Maria

    Oii! Há um tempo atrás eu tive uma crise de ansiedade, trabalhava em uma empresa de telemarketing. Saí do emprego, e com alguns meses depois… Tive mais uma crise; sempre que algo novo está para acontecer eu fico muito mal: como arrumar um emprego, por exemplo! Ou dar início a algum curso que desejo muito fazer.
    O engraçado é que relacionam isso com a minha sede pela vida, pelos estudos e etc. Quando falo sobre procurar um psicólogo meus pais me olham e dizem “Procure Deus”. É eu sempre o procuro, e acredito que ele tem amenizado meu sofrimento pois a sensação de pânico é terrível. Fico perdida 😩

    • Laiara Oliveira

      Oii Ângela! Então… muita gente acha que Deus e a Psicologia não tem nada a ver, mas o que elas não sabem é que os dois então muito relacionados! Quanto mais nós cuidarmos do nosso emocional, mais estaremos cuidando do nosso relacionamento com Deus. Não precisamos fazer uma escolha entre um dos dois! Podemos ir ao psicólogo e ser de Deus! Se Jesus deseja mexer nos nossos traumas, porque Ele não ia gostar que nós começássemos a cuidar da nossa saúde mental? Se você conhece um bom psicólogo, comece a ir nele, ele vai te ajudar com suas crises de ansiedade. E a sua fé em Deus vai te fortalecer no processo de acreditar que você vai dar conta diante das situações novas que te ocorrem! Deus abençoe sua vida!!

  • Anna Claudia

    Que maravilhoso poder me identificar com isso, estou no penúltimo ano de psicologia e tenho o pensamento de como agregar psicologia a espiritualidade sem ferir a ética profissional, e meu pensamento sempre foi realizar esse trabalho com vocacionadas do Carmelo rs….

    • Laiara Oliveira

      Oii Anna! Então, eu também sempre pensei que os únicos lugares que eu poderia exercer a Psicologia com a presença de Deus era em um Seminário, Carmelo, ou alguma congregação de Irmãs… Hoje eu vejo que em qualquer lugar que eu trabalhar, eu posso unir meus atendimentos com a espiritualidade e com a vontade de Deus! Mesmo que eu não fale diretamente Dele, eu tento ser Ele para aqueles pacientes… Enfim, que bom que você se indentificou! Vamos partilhar muito mais ainda!! Um beijo, Deus te abençoe!

  • MICHAEL APARECIDO DE MORAIS

    Olá Laiara, estou no Segundo ano do curso de História, e assim como você sinto que cada vez mais tenho ido pelo caminho mais fácil de ir pela influência do meio e assim a espiritualidade vai ficando de lado.
    Será que um dia teremos universidades que não tratem a questão espiritual como irrelevante?

Scroll Up