Primeiramente, Bom dia! (Ou Boa Tarde… De repente até Boa Noite, dependendo da hora em que você estiver lendo esse texto rs). Em segundo lugar, foca no primeiro lugar. Em terceiro Lugar, foca no segundo e não sai da leitura enquanto o texto não acabar (olha, até sem querer eu rimo as palavras… Se eu não fosse missionária, poderia ser poetisa; obrigada Senhor pelos múltiplos dons rsrsrs). Prometo que não será chato porque, além de falar um pouco sobre mim, vou falar de você. Como assim? Sobre o quê? Sobre algumas coisas que impedem a ação de ‘Deus em nós.

Depois desta brevíssima introdução, você deve estar pensando algo sobre a frase anterior. Se não pensou, pense agora, Tente responder mentalmente: o que hoje na sua vida muitas vezes impede a ação de Deus? (PAUSA PRA PENSAR…)

Não continue esse texto sem fazer essa pausa (Aposto que teve gente que nem pensou rsrsrs). A obediência começa nas pequenas coisas viu!? Até mesmo quando ninguém está vendo… Mas, sem perder o foco, vamos lá!

Muitas coisas podem fazer com que os planos de ‘Deus sejam atrasados, é possível evitar isso mas é bem difícil por causa da nossa humanidade e nossas misérias. Existem, por exemplo, certas situações de pecado que, ao Invés de deixarmos de lado, acabamos priorizando.

Existe hoje um grande mal dentro da Igreja chamado complexo de inferioridade, esse tem sido um forte causador de atrasos na ação de ‘Deus, segundo uma pesquisa realizada durante minha vida, que não é longa, mas conhece os casos clássicos 

Por exemplo: Maria canta com a Ana, a Ana canta melhor do que a Maria, por que a Ana já fez aula e a Maria não. O que a Maria faz? Fica tímida, envergonhada, porque alguém é melhor que ela. Mas qual o problema disso? Alguém sempre vai ser melhor mesmo! Devemos admitir, mas não podemos deixar de dar o nosso melhor por causa disso.

Pra você, o melhor do outro pode ser melhor que o seu melhor; agrada muito a ‘Deus se a oferta é feita com amor, se é tudo que você tem, se é dado com a verdade do seu coração. Mas, quando você se coloca para baixo, dificilmente dará o seu melhor.

Pensando ainda no exemplo, não é pelo fato de Ana ser melhor (até porque provavelmente ela deve se achar a pior, deve achar ninguém está satisfeito com o que tem #FATO) que as coisas acontecem na vida dela, mas é porque a Ana está dando o melhor que pode. Não falo aqui apenas para a Música… Mas para a Pregação, Intercessão, Cura, Acolhida, Cozinha, Ministério Bombril rsrs, TUDOOOO!

A situação também poderia ser assim: Ana é irmã da Maria, Ana faz parte do ministério de dança e Maria não. Maria não faz nada além de ficar se colocando pra baixo e se achando uma inútil ao invés de pensar algo do tipo: “Nossa, preciso procurar o que fazer”.

 Uma vez eu ouvi do meu fundador que enquanto a gente perde tempo se achando ruim demais poderíamos estar dizendo: “Opa! Posso melhorar da próxima vez”, “Opa! posso fazer algo melhor para Deus”. Não se trata de querer ser o TOP DAS GALÁXIAS, ou viver afirmando pra você e o mundo o quanto você é eficiente no que faz, mas de reconhecer que você pode não ser tão bom mesmo, que ainda tem muita coisa para melhorar e, a partir disso, poder fazer uma oferta cada vez melhor a ‘Deus. 

O importante é sair do comodismo e buscar algo em que você se sinta útil. Não ficar choramingando porque errou ou porque ainda não faz nada; ou porque fez e alguém te disse que você precisa melhorar.

Você não acertou, foi exortado, se revoltou e agora vai virar protestante?? NÃO!!

  • Passo 1: Reconhecer que você realmente não é tão bom no que faz, ou, caso ainda não tenha encontrado o que fazer, busque uma forma de ajudar. Tiago: 2, 26 “A FÉ sem obras é morta”.
  • Passo 2: Dar o seu melhor, mesmo sabendo que o seu tudo ainda é um pouco limitado.
  • Passo 3: CORRER atrás… Melhorar. Crescer, sabendo que sempre dá pra melhorar. A comunhão com ‘Deus gera muitos frutos, um deles é o crescimento. Se faz tempo que você já está na ‘caminhada’ e ainda continua a mesma pessoa de quando chegou, tem alguma coisa errada.

Acredite ou não, eu tenho complexo de inferioridade. Me acho sempre a pior ministra, sempre a pior cantora; quando erro, quero me esconder em baixo de uma coberta e morar lá sem ver a cara de ninguém. Esse é um defeito que tenho, mas que, hoje, tento equilibrar lutando contra mim mesma. Se fiz algo errado, ou não da forma como esperava, tento logo pensar que vou fazer melhor da próxima vez, antes de dar brecha para o meu complexo. Porque, ao invés de me complexar, eu poderia estar buscando melhorar, ou resgatando almas, ou sendo curada, ou conhecendo mais o meu ‘Deus. A intimidade com ‘Deus nos mostra o que precisa ser mudado e o que é necessário ser feito.

Agora, coloque a mão no seu coração e diga: Eu (eu), NÃO VOU FAZER (não vou fazer),O QUE PEDE O MEU COMPLEXO (O que pede o meu complexo!). Afinal, se eu fizer o diabo vai gostar, e não queremos agradá-lo né, amado!? 

É isso! Esse texto ficou longo, não queria que tivesse ficado rsrs. Maaaas, espero que você tenha entendido e que a sua leitura tenha valido não a pena, mas a galinha inteira! (rsrsrsrs) Foi sem graça, eu sei… rsrsrs 

Deus Abençoe!

Deixe seu testemunho abaixo! 

BEIJOOOOOOOOS!

 

Dicionário Colo de Deus

 MIMIMI: Expressão usada para identificar pessoas que vivem sua vida choramingando, reclamando e/ou repetindo as mesmas coisas; coisas que normalmente não precisam ser repetidas, muitas vezes nem faladas. ABAIXO, SEGUE FRASES  USADAS POR PESSOAS COM ESSE ASPECTO:

“Aaaaah como eu sofro!”

“Ah como eu sofro sou feio!”

“Aaaahhh como eu sofro sou gordo!”

“Aaahh como eu sofro porque sou feio e gordo!”