HOMENS COM PROPOSITO PATERNIDADE

A referência do Pai faz toda a diferença, entenda o porquê!

Parece um peso e responsabilidade muito grandes em cima do homem quando entendemos que é ele a referência de ‘Deus em casa, e com razão. O pai da família é a referência tanto moral quanto espiritual dos filhos, cabe a ele a função de prover o que é necessário para a casa, de ser a voz da autoridade e ordenar a masculinidade e feminilidade das crianças, é ele quem indica os caminhos a serem traçados para o bem da família.

É incrível como ‘Jesus entra nessa história,  porque o pai, como voz de ‘Deus sobre a criança já, mesmo na barriga da mamãe, tem a sua voz reconhecida. Os filhos já sabem que a voz mais grave é do pai e, quando o bebê nasce, reconhece a voz do pai de imediato, consegue entender que é o pai quem fala com ele. Porém, esse reconhecimento inicial só é possível se o pai se faz presente, acompanhando o bebê desde o princípio da gestação, e só pode ser constante se há permanência após nascimento e durante o crescimento.

Não é brincadeira quando eu digo que o pai é a referência de ‘Deus na vida dos filhos. Desde a sua formação a criança entende que o pai está próximo dele, o amor paterno já foi derramado sobre aquela criança e esse amor é manifestado no caráter dela, que carece de cuidados paterno e materno durante o seu desenvolvimento. Entretanto, é necessário entender que o amor proveniente do pai tem reflexo no desenvolvimento social da criança, ou seja, influencia de alguma maneira no modo dela se relacionar com qualquer outra pessoa e, ainda mais importante, se o pai não é presente a criança pode ter a sua relação com ‘Deus prejudicada.

Uma função implícita dos pais é a de proporcionar o encontro dos seus filhos com ‘Deus, por isso a presença do pai desde a gestação é tão importante, inclusive no dia do parto. Um pai presente faz toda a diferença na vida da criança, tanto emocionalmente quanto espiritualmente, desta maneira, mesmo que venham as dificuldades e adversidades da vida, ela sempre se sentirá amparada, na certeza de que o seu pai luta constantemente para manter a família de pé, mesmo que para isso ele tenha que abrir mão do seu conforto, do seu tempo e bem-estar.

Os pais precisam entender a sua responsabilidade dentro de suas famílias, como referência masculina, alicerce espiritual e moral. O pai é chamado a ser imagem e semelhança do próprio ‘Deus Pai, uma autoridade formal, emocional e espiritual sobre os membros da sua família. Mas, como corresponder a tudo isso em casa? Como viver isso verdadeiramente?

Eu sempre digo que um homem nunca faz as coisas sozinho, é evidente que, optando pelo matrimônio, você precisa da sua esposa para se tornar esse homem de ‘Deus. Todos os santos que viveram o matrimônio tiveram sempre as suas ‘varoas’ valorosas ao lado, ajudando na santificação e educação de seus filhos, mulheres de muita fé e humildade. Para entender aquilo que ‘Deus quer de você, é necessário pedir ajuda à sua esposa, por isso a partilha e o diálogo entre os dois é tão importante, pois, o que você não consegue entender ou enxergar, devido à sua simplicidade ou falta de discernimento, o ‘Espirito Santo revelará à sua esposa que, em sua feminilidade, docilidade e delicadeza guiará sua visão e suas ações.

Frequentemente ‘Deus trabalha mesmo sem que a gente perceba, o ‘Espirito Santo é simples e, ao mesmo tempo, criativo porque usa da sua esposa, que já conhece seu coração, para te ajudar a ser um homem cheio da Sabedoria Divina. Ser um homem espiritual na família é esencial para a formação dos seu filhos, entenda que é seu papel formar seus filhos para ‘Deus, não deixando seus filhos serem formados ou influenciados por qualquer um, porque o dom e a autoridade sobre aquela alma foram derramados sobre o pai, portanto, é sua responsabilidade levá-los a ‘Deus.

Já dizia Jean Serilange: “Um homem que não reza e não lê é um homem vazio”, ou seja, cabe também ao homem conhecer os caminhos de ‘Deus afim de guiar a sua família e exalar o amor do ‘Pai em suas ações. Veja que nós, como pais, somos chamados a ser um sinal real de ‘Deus em nossas casa, eu e você somos aqueles que, com a ‘Sua graça, levaremos as nossas famílias a ter uma experiência viva com ‘Ele.

Talvez você nunca tenha colocado a mão sobre seus filhos e orado por eles pedindo o Batismo no ‘Espirito Santo para que eles sejam repletos de ‘Deus; talvez você, homem de ‘Deus, nunca tenha colocado as mãos sobre sua esposa clamando a ‘Deus por uma efusão do ‘Espirito Santo sobre a vida dela para que ela seja o seu sustento nos momentos difíceis em casa, um exemplo para os filhos, diante dos problemas e tudo mais. Entenda que, enquanto você não assumir seu lugar de pai em casa, seus filhos não o terão como uma referência, como um exemplo a ser seguido, como uma ponte que leva a ‘Deus.

Da mesma forma que um sacerdote tem autoridade sobre a sua paróquia, o homem tem autoridade sobre aquela casa, e isso é tão sinistro que, se ele tiver fé e acreditar realmente em ‘Jesus Cristo, seu senhor e salvador, as palavras que saírem da sua boca terão o poder de curar e libertar seus filhos e sua esposa. Por isso é tão importante que você tome seu lugar como pai, prostrando-se diante de ‘Deus todos os dias de sua vida, buscando a santidade, buscando amá-‘Lo nas pequenas coisas do dia a dia, mostrando-se completamente dependente d’Ele. Não falo aqui de uma barganha ou uma simples troca que muitos hoje fazem com ‘Deus, falo de uma busca instigada pelo amor. Por amor a ‘Deus e por querer transbordar esse amor sobre a sua família, por não conseguir guardar o que ‘Ele abundantemente derrama em teu simples coração; é querer externar toda a presença de ‘Deus que ultrapassa a tua alma.

O homem que busca ‘Deus verdadeiramente, não consegue controlar o que ‘Ele coloca no seu coração, é incontrolável e, quanto mais buscamos a sua presença, mais amor ‘Ele derrama em nós. Quantas famílias conhecemos que estão destruídas pela falta do amor paterno? Quantas famílias estão carentes de amor paterno, mesmo com o pai em casa? Quantas famílias destruídas pela falta de diálogo do pai com a mãe? Quantas famílias destruídas pela falta de partilha entre marido e esposa? Quantos pais preferem partilhar com amigos, irmãos, tios, do que com a esposa?

Entenda que satanás tem uma estratégia de ataque nas famílias que pode ser considerada até ridícula, de modo que, somente quem, em sua liberdade, opta por não rezar e escolhe se afastar de ‘Deus, é atingido. Ele ataca principalmente os pais ingênuos, porque estes não veem a sua maldade e não percebem as suas investidas, são pessoas espiritualmente cegas, fazendo-os acreditar que uma olhadinha aqui, uma conversinha ali, uma troca de mensagens, um abraço bem apertado, não tem nada a ver. Lembre-se de como o inimigo de ‘Deus chegou até Eva, não foi diretamente ao assunto, mas foi criando uma situação para conseguir enganá-la, porque já sabia que ela era cheia de ‘Deus e não seria enganada de imediato, o Diabo precisava seduzi-la, enganá-la para, então, poder atacar.

Você, sendo um homem segundo o coração de ‘Deus, precisa fugir de toda situação que possam te desviar da graça divina, mesmo situações que a princípio são inofensivas, como a fruta que Eva comeu. É necessário ter cautela em todas as ocasiões e em todos os lugares, principalmente naqueles em que menos desconfiamos, como dizia São Paulo: “[…] quem está de pé, cuidado para não cair”.

Se o inimigo consegue atacar o pai, a estrutura da família começa a ruir, porque perdeu-se a referência de ‘Deus naquele lar. Eu sei que parece que estou exagerando, ou tratando de um assunto que é pouco recorrente, mas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 32% dos casais brasileiros se separam antes de completarem 5 anos de casamento e, desses 32%, 20% não chega nem a completar 2 anos. Eu quero que você, homem, entenda a gravidade da situação e perceba que, sem a sua presença na família, sem a sua autoridade como pai, as coisas podem piorar drasticamente.

Eu gosto muito de ver pais que fazem questão de ser presentes na família, ensinando aos filhos valores, ensinando a ser uma pessoa de ‘Deus, mostrando como ser justo no meio de tanta injustiça, os mandamentos de ‘Deus, o amor e a honestidade. Certa vez, ouvi de uma pessoa, que o correto seria ensinar seus filhos serem inflamados de amor por ‘Jesus, apresentando toda a sua vida e ensinando que ‘Ele o ama, e muito, e, somente depois que ele já estiver todo cheio de amor por ‘Jesus, apresentar a parte ruim, no caso satanás e o mal, explicando quem é o demônio, que ele é mal e que ele existe de verdade. É uma boa maneira de educar, pois a criança não cresceria reprimida de medo por saber, desde pequena, que o amor de ‘Jesus é maior do que todo o mal.

Quando educamos os nossos filhos no amor, eles já crescem com a possibilidade de ser santos. Essa função deve ser exercida pelo pai e pela mãe, em conjunto, mas o pai, por ser uma referência do próprio ‘Deus em seu lar, precisa de um maior cuidado nessa parte. Tenho a absoluta certeza que, se você, que é pai, tomar o seu posto de ‘varão valoroso, suas famílias crescerão em sabedoria e graça diante de ‘Deus e vocês serão homens de referência não somente para a família, mas para a sociedade, que hoje carece tanto de homens de verdade, homens que são cheios do ‘Espirito Santo, cheios do fogo de ‘Deus.

Que ‘Deus abençoe sua vida, a sua família, seus filhos e que a Virgem Maria os faça homens segundo o coração de ‘Deus, cheios do ‘Espírito Santo e faça da sua família uma verdadeira fábrica de santos! Amém. 

Deixe o seu comentário aqui embaixo, dê sua opinião no nosso blog!

Vamos evangelizar juntos!

Leia tbm:

  • Roger Costa

    Maravilhoso!

Scroll Up